Correr com as amigas faz toda a diferença!

Padrão

São Paulo vem enfrentando um tempo muito seco. Pessoas sofrem com dor de garganta e narizes catarrentos. Mas, pensando no bem de todos os paulistanos, me juntei ontem a duas amigas queridas, Andressa Moreno e Marina Petrolli, para o que seria nosso próprio jeito de chamar a chuva: ir correr no parque do Ibirapuera.

O resultado foi incrível!! Primeiro que me senti a própria Charlotte de Sex and The City em seus exercícios diários no Central Park (ok, com uns 2 mil m² de diferença). Gente bonita, gente interessante, pessoas saudáveis e EU, uma reles mortal em meio a esse status todo do mundo fitness. Já visualizo: “Você se exercita?” – “Ah! Sim… eu corro no Parque do Ibirapuera”. Sentiram, né?

Ok, voltando pra minha realidade de quem precisa se adaptar e engrenar nos exercícios, digo uma coisa: as amigas fazem toda a diferença!!!!

“Quando se está em grupo ou entre amigas tudo fica mais fácil, uma vai incentivando a outra e não deixa desanimar. Fora que, caminhar e conversar faz o tempo voar. Você está lá e de repente já se passaram 30 minutos e você nem sentiu nada!”, disse Marina Petrolli em entrevista ao nosso blog.

Sem contar que hoje (tudo bem que é sexta-feira, um dia naturalmente animador) estamos todas de bom humor!

“Nossa, gente… a experiência foi renovadora! Me sinto outra pessoa, com mais disposição e muita vontade de viver! Quero correr todos os dias agora!”, disse Andressa Moreno, que se considerava (até ontem) uma pessoa totalmente sedentária e sem vontade de ir à academia ou até mesmo levar uma dieta a diante. “Quando minhas amigas me chamaram para fazer parte de um grupo de corrida (exercícios, tanto faz), vi minha oportunidade de fazer direito, de começar uma coisa boa para mim e, melhor ainda, com pessoas que tanto admiro do meu lado. Tive dificuldades para correr muito, com dores na perna e falta de ar, mas acredito que aos poucos vou melhorando e, quem sabe um dia, vou poder participar de uma prova de corrida”.

E temos nossa meta: dia 4 de novembro vamos correr 4km na Corrida Athenas. A Mayra Raizi também topou o desafio! Acompanhem nossa evolução!

 

Tirando toda a empolgação de um first date, esse post é a sementinha pra o que queremos muito transformar em hábito! E todo hábito precisa de um começo. E esse é o nosso! Longa vida ao nosso momento saúde e a nossa linda amizade! Muack!

Anúncios

Os 10 Mandamentos do Emagrecimento

Padrão

1 – Amar a si mesmo

Perca peso por você! Eu já fiz zilhões de regimes na vida. Mas, as poucas vezes que tive sucesso efetivo, o motivo principal era eu mesma (o que sempre foi muito raro pra mim). Pra quem tem baixa auto-estima, isso é mais difícil. Tem que existir um ciclo. Você se ama, perde peso por você, pra ficar mais saudável, mais bonita, mais gostosa, mais diva, e consequentemente você se ama ainda mais. Se você esperar o reconhecimento dos outros, a chance de se decepcionar é muito grande. E quem carrega o pâncepes é você, né bem?

2 – Não usar a palavra dieta em vão

Pondere com quem você conversa sobre seu regime! Lamento desapontar, e pode ser que não seja por mal (sempre quero acreditar no melhor das pessoas), mas tem tanta gente invejosa no mundo! Daquelas pessoas que simplesmente não entendem seu esforço, ou não fazem questão de entender (já que é muito mais fácil julgar a salada do outro do que abrir mão do próprio pastelzinho, né?). Quando a gente se compromete assim, mostra uma coragem que muitos admiram, mas que a outros muito incomoda. E esses fofos não vão pensar duas vezes antes de fazer qualquer comentário pra te desanimar. Abre o olho!

3  – Honrar o personal trainner

Procure atividades físicas que lhe deem prazer. O céu é o limite. Se não curte academia, procure uma aula de dança que te anime. Ou quem sabe um treinamento de vôlei, futebol, ou até uma andança de bike. Infelizmente, dormir não vale!

4 – Não gularás

Respire e pense antes de sair comendo o que aparece na sua frente. Muitas vezes, por compulsão, comemos, comemos, comemos, e quando caímos em sã consciência lá se foi um pacote de bolachas, uma barra de chocolate. Então cuidado com essa compulsão! E se acontecer, não desanime!

5 – Experimente coisas novas

Crie o hábito de experimentar coisas novas pra comer e mudar seu paladar. Hoje existe uma infinidade de comidinhas lights incríveis, além dos tradicionais legumes, frutas e verduras! Abra o seu coração pra novas experiências. Faça trocas, invente receitas.

O novo não precisa ser só alimentar, não. Tente acordar mais cedo, fazer uma caminhada em algum parque que você ainda não conhece. Vá à pé pro trabalho, por exemplo, ou experimente aquela aula de luta que você sempre quis fazer

Quando você decide emagrecer, você se abre pra um milhão de novas possibilidades! Use a criatividade e ouse o máximo que puder!

6 – Não se pese todos os dias

Tem dias que estamos mais inchados, ou dependendo da hora, acabamos de comer… Muitas coisas podem afetar o peso que a amiga balança nos apresenta. Pese-se de semana a semana. A chance de surtar e enlouquecer, achar que o mundo é injusto e que nunca vamos conseguir emagrecer, é muito alta quando nos pesamos todo dia.

7– Conte calorias

Seja pontos, notas, calorias, coloque essa sua massa encefálica pra trabalhar! É importante termos a consciência do quanto comemos diariamente e não roubar nas balinhas, docinhos, e inhos que parecem tão inhos, mas que viram ãos na sua bunda e no seu culote! Eu uso o aplicativo da Boa Forma no iPhone, que é muito bom! E recentemente, comprei o livro “Dieta Nota 10”. Logo menos conto pra vocês!

8 – Não cobice a coxinha alheia

Vai sair com os amigos? Vá com a cabeça tranquila de que você fez a escolha de emagrecer! Não sofra porque eles estão se acabando na coxinha e você tá concentrado no brócolis. O Brasil tá vendo, Bial! Seu esforço será recompensado!

9 – Tenha paciência

Um dia após o outro. Com calma, perseverança, humildade, lealdade e procedimento!rs Ninguém acorda magro do nada, infelizmente! E se não houver esforço e comprometimento, não tem jeito!

10 – Seja feliz no processo

Ninguém aqui é coitadinho! Não é fácil mesmo emagrecer, mas se você tomou essa decisão na sua vida, você tem motivos tão maiores para ser magro/a! Pense no resultado final e anime-se em conquistá-lo dia após dia, com um sorriso no rosto e com leveza sempre!

E pra vocês? Quais os mandamentos essenciais?

Quebrando paradigmas

Padrão

Ontem descobri um blog chamado Pensando Magro. A dona dele é minha xará, Camilla Pires, de 22 anos que já perdeu 24kg. Acho que passei a noite lendo os posts dela e me deu um ânimo absurdo de continuar. Eu vi que assim como eu, ela teve recaídas, mas nunca desistia! E hoje ela tá magra e linda!

Com todo esse pique que brotou dentro de mim depois de ver a história dela, resolvi que faria algo nunca antes visto na história desta Camila que vos fala. E sim. Acordei às 6h30 da manhã pra ir pra onde? Pra academia! Pasmem!

Deixei pronta uma malinha ontem à noite, que mais parecia que eu ia passar uma semana na academia. Toalha, shampoo, sabonete, roupa pro trabalho, sapato, meia, calcinha…  e o medo de esquecer algo essencial? Sei que lá em casa houve uma leve desconfiança. “Aham, vai sim pra academia, viu?”. Eu mesma não acreditava muito! Mas gente, eu fui! Eu fui! EU FUIIII!

E posso dizer que amei a experiência! Eu que sempre odiei acordar cedo (vou continuar odiando) achei que rendeu muito mais e me deu um combustível extra pras ladeiras do dia.

E digo mais! Reuni 3 amigas queridas pra um pacto de irmandade! Vamos treinar juntas pra correr 4km no dia 4 de novembro. Estou muito animada! Porque juntas vai ser ainda mais incrível!

E bora lá! Foca na academia!!

Image

o descontrole

Padrão

“E o seu blog?”

Ouvi muito essa pergunta nos últimos tempos. Nos meus últimos tempos de “foda-se”, me deixa comer um hambúrguer. E sabe que todo mundo que me perguntava, gerava em mim um sentimento de “certeza que essa pessoa está me perguntando e pensando: ‘sabia que vc ia desistir e agora vai engordar tudo de novo’”.

Eu me importo muito com o que os outros dizem. Pior ainda, eu me importo muito com o que os outros pensam. E o pior de tudo do mundo é que eu me importo muito mais ainda com o que eu acho que as pessoas pensam! Camila, sua problemática!

E aí nessa, eu deixo de fazer tanta coisa…

Como esse blog, como o meu regime, como outras mil coisas que eu me proponho a fazer e desisto por pensar que pensam que eu não sou capaz.

Mas, como estamos aqui neste planetinha sacana para enfrentar nossos medos, cá estou eu. Quem pensou que eu ia desistir, acertou! Desisti por um tempo sim, mas aos que pensaram que eu voltaria, estou de volta! E por mais que dentro de mim tenha uma Tereza Cristina malvada me condenando porque eu fracassei, vou ignorá-la e recomeçar.

Acho que o segredo para um objetivo dar certo é entendermos os motivos e situações que nos fazem nos boicotar. Ou momentos que propiciam uma queda leve e nos faz desistir do objetivo.

Esses são nossos principais vilões. E o principal deles pra mim é a minha própria cabeça e esses pensamentos terríveis. Geeeeeente, STOP NOW! Pra que isso? Nem eu sei. Só sei que acontece, ué!

Então é isso… to de volta e amanhã tem novidade. Estou animada!

Beijos e queijos brancos!

Café: amigo ou inimigo?

Padrão

1, 2, 3 cafezinhos. 4, 5, 6, cafezinhos. 7, 8, 9 cafezinhos. 10 quilos no culoooote. (cantem no ritmo dos indiozinhos, por favor)

Afinal, o café é amigo ou inimigo da dieta?

Amigo

A Unifesp fez uma pesquisa que comprovou que beber (diariamente)  até cinco xícaras de café filtrado ou coado ajuda a emagrecer.

A cafeína tem ação antioxidante e age como estimulante, aumentando o metabolismo e ajudando o corpo a queimar calorias.

A pesquisa acompanhou, por 18 semanas, 60 pacientes e a redução de peso, do índice de massa corporal (IMC) e da circunferência abdominal verificada durante esse período foi de, em média, 1,5%.

E como já estamos cansados de saber que milagres não existem, é claro que não adianta tomar café para emagrecer se os hábitos alimentares não mudarem e a bunda continuar grudada no sofá.

Inimigo

Outro ponto importantíssimo é a questão do açúcar. Já ouvi muita gente comentando que não consegue emagrecer. Que come salada no almoço, faz mundos e fundos e não vê diferença na balança. “Só não consigo abrir mão do cafezinho”. Com açúcar. Claro.

É sempre bom prestar atenção nos pequenos detalhes. E se você parar pra pensar, o pequeno detalhe pode se tornar um detalhe imenso!

Sou péssima em contas, mas vamos pensar juntos:

1 colher de chá de açúcar equivale, aproximadamente, a 48 calorias.

Um cafezinho adoçado com 2 colheres de chá de açúcar soma ao seu culote 96 calorias. Sim, sim. Aquele cafezinho inocente.

Eu tomo 3 cafezinhos por dia. Eu me acostumei a tomar com adoçante ou puro. Se eu tomasse com açúcar, seriam quase 300 calorias gratuitas no meu dia. Que a gente nem contabiliza porque não acredita que isso vá fazer a diferença. Mas faz. Em 2 dias são 600 calorias, em uma semana são 2100.

Isso sem contar o biscoitinho que acompanha e o bolinho de fubá que cai tão bem com o café.

E esse é um exemplo de coisas pequenas que passam despercebidas no nosso regime. Balinhas, chocolatinhos, chicletes docinhos e todos os outros “inhos” ao longo do dia fazem a diferença! Então, abre o olho, rapá!

Enfiei o pé na jaca, desanimei. E aí?

Padrão

Todo o Carnaval tem seu fim e, infelizmente, temos que voltar pra vida real. Fui pra São Luiz do Paraitinga e confesso que nesses dias de foliã me dei o direito de comer as maiores delicinhas interioranas. Mas, o combinado comigo mesma era de retomar tudo em plena quarta-feira de cinzas. O que não aconteceu. Meu corpo preguiçoso influenciou meu cérebro que enlouqueceu meu estômago e cá estou eu aqui hoje. Com o rabo entre as patas, arrependida e back in the saddle again.

Não, ainda não tive coragem de me pesar. Farei isso até o fim da semana e aí veremos se o estrago foi tão grande quanto eu penso.

Sei que assim como eu, a maioria já deu uma pisada na jaca alguma vez na vida e acabou desanimando. Perder os primeiros quilos pode ser um incentivo como pode ser uma desculpa (não aceitável) para dar uma relaxada.

Mas como manter o pique da Globo o tempo todo? É impossível. Nem a chata da Polyanna com aquela porcaria do jogo do contente conseguiria. Acho normal desanimar. Mas não podemos perder o foco. Sempre vem o dia seguinte e a gente pode se cobrar pela atitude impensada do dia anterior (tipo um hambúrguer no almoço com muita batata frita).

Algumas coisas podem ajudar a manter nosso foco. Muita gente acredita que pensar na saúde e nos benefícios do exercício físico é um bom argumento.

Aham. Não é não.

Foi comprovado em um estudo feito pela Universidade de Missouri que esse papo de benefícios do exercício físico não motiva as pessoas. Os pesquisadores concluíram que precisamos ter planos como se fossemos reformar a nossa casa.

A pesquisa aponta algumas dicas para perseverarmos no nosso objetivo e, mesmo desanimando, não abandonar o barco.

Tenha metas específicas.

Tenha sua grande meta final, mas divida-a em metas menores para períodos mais curtos. Cada pequena meta alcançada já é um estímulo. Pensar somente na grande meta final pode desanimar.

Seja realista.

Ninguém perde dez quilos em duas semanas. Suas metas devem estar de acordo com o esforço que você faz para emagrecer e seus planos de exercícios devem caber na sua realidade.

Escreva lembretes.

Coloque post-its no computador, no cartão de crédito, no volante do carro, na porta da geladeira, que te lembrem do motivo pelo qual você quer emagrecer e o quão feliz você vai se sentir quando conquistar seu objetivo. Muitas vezes agimos por impulso e esses lembretes podem ser um freio.

Agende seus exercícios.

Coloque a academia no seu calendário como um evento indispensável. Enquanto pensarmos que a academia é algo que podemos cancelar para fazer outras coisas, nunca a levaremos a sério.

Considere os obstáculos.

O mundo não conspira a favor do nosso regime. Esteja preparado para ser testado. Tem um Mc Donalds no caminho da academia? Pense em trocar o caminho.

Arrume um parceiro.

Ter um amigo que te arraste para a academia quando bate o desanimo, ou que te lembra de não comer o brigadeiro depois do almoço, é uma boa solução. Um ajuda a empurrar o outro para frente.

E é isso aí. Tamo de volta, meu povo!

10 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Perder Peso

Padrão

Assisti a um documentário sensacional da BBC chamado 10 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Perder Peso. No Youtube não tem ele completo na sequência. Tive que assistir o documentário todo dividido em trechos de vários usuários diferentes. Mas valeu. E muito.

Eles explicam coisas sobre nosso corpo que eu nunca imaginei. E comprovam cientificamente essas 10 coisas que fazem com que a gente emagreça!
Querem saber?

1 – Não pule refeições
Eles fizeram um teste que comprovou que quando você está faminto, seu cérebro tende a buscar os alimentos mais calóricos. E quando você está alimentado, o interesse do cérebro entre alimentos saudáveis e calóricos é igual.

2 – Reduza o tamanho do seu prato
Quanto mais comida disponível, mais difícil parar quando você já está cheio. Fizeram um teste em um cinema. Deram pacotes grandes de pipoca para algumas pessoas e, para outras, pacotes menores. As que tinham os pacotes maiores acabaram comendo mais do que as com pacotes menores.


3 – Conte as calorias do que você consome
Escolher opções menos calóricas pode reduzir metade do consumo de calorias diário. Simples trocas como o capuccino pelo café comum, a pizza de calabresa pela de mussarela, uma caipirinha de vodka por cerveja…


4 – Não culpe seu metabolismo
Gordinho ama culpar o mundo por ser gordo. Ou é a pílula anticoncepcional (eu já culpei a minha uma vez hahaa), ou os ossos largos, ou o metabolismo lento… Mas a realidade quase sempre é que não temos consciência de tudo que comemos. E devemos ter a consciência de cada bala que a gente coloca na boca!


5 – Proteínas te dão a sensação de saciedade por mais tempo
As proteínas ativam um hormônio, chamado PYI, que inibe a fome no cérebro por mais tempo que outros alimentos.


6 – Sopas te fazem ficar cheio por mais tempo
Fizeram o teste com dois grupos. O primeiro comeu um prato com frango, arroz, legumes e tomou um copo d’água. O segundo tomou uma sopa dos exatos mesmos ingredientes que o primeiro grupo comeu, batidos no liquidificador. Os que comeram os alimentos sólidos fizeram a digestão muito mais rápido do que os que tomaram a sopa.

7 – Nosso corpo nos instrui a buscar variedades
Em uma mesa colocaram dois potes com M&Ms. No primeiro, tinha apenas o chocolate de cor roxa e no segundo, todas as cores. O segundo pote acabou rapidamente, enquanto o primeiro continuou cheio.
Você come muito mais quando têm muitas opções de comida. Por isso, o self-service pode ser muito perigoso. Já reparei que quando vou comer salada, por exemplo, e ela é colorida e bonita, com cenoura, beterraba, várias opções diferentes, eu como com gosto. Se for uma alface triste com um tomate deprimido, aí não dá vontade alguma de comer, né?

8 – Laticínios com pouca gordura ajudam a perder peso
Com uma dieta rica em cálcio, você elimina o dobro de gordura pelas fezes, do que com pouco cálcio. Leite desnatado, iogurte, queijo cottage são exemplos de alimentos que ajudam o corpo a absorver menos a gordura dos alimentos. Incrível, né?


9 – Ao se exercitar, a queima de gordura continua nas próximas 24h
A gente não queima gordura apenas enquanto está se exercitando. Continuamos queimando por cerca de 24h após o exercício, mesmo dormindo.

10 – Pequenas mudanças na rotina podem aumentar o número de calorias que você queima
Descer um ponto antes do ônibus, trocar elevador pela escada, e outras tantas trocas podem fazer com que você perca quilos sem ter que mudar radicalmente sua vida. Essas pequenas calorias diárias que você gastar podem fazer uma grande diferença em um ano.

Se tiverem tempo, vejam o documentário! É muito interessante mesmo! E explica muito melhor do que eu aqui resumindo tudo haha.